Patricia Marx veste look animal print em polêmica entrevista ao ‘Domingo Show’: ‘Étnica e moderna’

Cantora conta ao LookPop o porquê escolheu usar maxi colar e kafgan para participar do programa exibido na TV Record. Confira!

 Patricia Marx, que fez sucesso nos anos 1980 no grupo Trem da Alegria, é a entrevistada do Domingo Show que vai ao ar no dia 13/11. Em conversa exclusiva com a repórter Lorena Coutinho, a cantora faz revelações bombásticas sobre o mercado fonográfico daquela época. “Eu tive assédio. Assédio de produtores, assédio de adultos, assédio de diretores de gravadora, de artistas. As pessoas queriam me tocar, me beijar, algumas me beijaram à força”, diz ela. “Falaram coisas chulas para mim. Senta no meu colo, me dá um beijinho, deixa eu beijar você. Coisas que são invasões do seu corpo e sem permissão. Sinto nojo quando me lembro disso” (Divulgação TV Record)

Patricia Marx, que fez sucesso nos anos 80 no grupo Trem da Alegria, é a entrevistada do programa ‘Domingo Show’, exibido pela TV Record no domingo, 13. Em entrevista exclusiva para repórter Lorena Coutinho, a cantora usa kaftan animal print e maxi colar de contas vermelhas. ‘Comprei o vestido no bairro Covent Garden (Inglaterra), quando morei lá em 2002. Gosto de usar porque é confortável e eu estava na minha casa. Já o colar achei numa lojinha que ninguém dava nada por ela’, explica a cantora ao LookPop (Divulgação Record)

Étnica, minimalista e moderna

 e resolvi esse faz revelações bombásticas sobre o mercado fonográfico daquela época. “Eu tive assédio. Assédio de produtores, assédio de adultos, assédio de diretores de gravadora, de artistas. As pessoas queriam me tocar, me beijar, algumas me beijaram à força”, diz ela. “Falaram coisas chulas para mim. Senta no meu colo, me dá um beijinho, deixa eu beijar você. Coisas que são invasões do seu corpo e sem permissão. Sinto nojo quando me lembro disso”

Patricia Marx conta que resolveu dar a entrevista descalça e com visual chique e casual, pois gosta de se sentir à vontade. Mas sem abrir mão do estilo, claro! ‘Esse look vai bem no dia-a-dia, com tênis ou uma sandália plataforma, e à noite com uma rasteirinha mais sofisticada. Gosto bastante de fazer essa brincadeira do minimalista ao étnico com modernidade’, revela ao LookPop (Divulgação Record)

Entrevista polêmica

marx

E a cantora surpreendeu ao aproveitar a descontração do momento para fazer revelações sobre o mercado fonográfico na época em que ainda fazia parte do grupo infantil ‘Trem da Alegria’. ‘Eu tive assédio. Assédio de produtores, assédio de adultos, assédio de diretores de gravadora, de artistas. As pessoas queriam me tocar, me beijar, algumas me beijaram à força’, diz ela (Divulgação)